PROJETO AFRICANIDADES REALIZADO NAS AULAS COMPARTILHADAS DOS 4º E 5º ANOS.

JUSTIFICATIVA:
A Lei n.º 10.639/2003 determina a obrigatoriedade do ensino da história e da cultura afro-brasileira e africana nos currículos escolares. 
OBJETIVOS
Educar para a igualdade étnico-racial, rompendo com estigmas, com linguagens explicitadas ou não de inferioridade de negros(as).

Garantir que a escola seja um ambiente de igualdade de tratamento e de oportunidades, para isso é necessária a promoção do respeito mútuo, o respeito ao outro, o reconhecimento das diferenças, a possibilidade de falar sobre o preconceito sem medo, receio ou preconceito.
Conhecer a África de ontem e de hoje, a história do Brasil contada na perspectiva do negro com exemplos na política, na economia, nas artes, na sociedade em geral;
Reafirmar a constante presença da marca africana dos nossos ancestrais na literatura, na música, na criatividade, na forma de viver e de pensar, de andar, de falar e de rir, de rezar de festejar sua vida;
Colaborar para uma crescente valorização da comunidade negra, contribuindo para a elevação da autoestima;

Professores: Mirian Amorim e Roberto Cesário



Fotos das brincadeiras de origem africana.


Escravo de Jó
Barra-manteiga
Chicotinho queimado
Batata quente






Classificados do Campeonato de Xadrez

Confira aqui os classificados para a fase do Pacaembu no xadrez:


Bruno Fermin - Sub-14 Absoluto
Alessandro Felix - Sub-14 Absoluto

Jennifer Yuri - Sub-14 Feminino

Tudo começou



Em 1600 quando os escravos fugidos fundaram na serra da barriga o “QUILOMBO DE PALMARES”  a população não para de aumentar passando de 20mil pessoas chegando a 30mil pessoas. “PALMARES É A TERRA DAPROMISSÂO”  
O quilombo era uma cidade Onde as mulheres plantavam, cozinhavam,
Em 1630 os holandeses invadem o nordeste brasileiro.
Em 1644 Tal como antes falharam os portugueses, os holandeses falham a tentativa de aniquilar o quilombo de Palmares.
Em 1655 nasce o Zumbi dos palmares.
Em 1680 Zumbi comanda a resistência dos portugueses.
Em 20/11/1695 Um companheiro denuncia o Zumbi, ele é preso e degolado.
O dia foi escolhido pela morte de Zumbi que morreu lutando pelo seu povo.
Ass:Hesla

Vinicius de Moraes



                                         Vinicius de Moraes

Marcus Vinicius da Cruz de Mello Moraes nasceu em 19 de outubro de 1913, no Rio de Janeiro.
Com 16 anos entrou na Faculdade de Direito do Catete, onde se formou em 1933. No mesmo ano lançou seu primeiro livro “O caminho para a distância”.
Após alguns anos estudou Literatura Inglesa na Universidade de Oxford, porém, não conseguiu se formar por conta da Segunda Guerra Mundial. Ao voltar ao Brasil, residiu-se em São Paulo e lá conheceu Mario Andrade, Manuel Bandeira e Carlos Drummond de Andrade.
Já atuou como jornalista, cronista e crítico de cinema entrou na diplomacia em 1943. Por causa da sua carreira diplomática, viajou para a Espanha, Uruguai, França e Estados Unidos.
Vinicius de Moraes é um dos fundadores da “Bossa Nova” com Tom Jobim e Gilberto Gil.
Se entregou para a música e largou a diplomacia. Compôs diversas canções e fez excursões musicais. Se casou nove vezes.
Muitos de seus poemas são voltados para o catolicismo, porém, ao passar do tempo suas poesias foram ganhando um tom de erotismo.
Vinicius de Moraes foi um poeta que marcou a literatura e a música, e até hoje é relembrado, inclusive em nomes de avenidas, ruas, perfumes, etc.

Referências Bibliográficas: Brasilescola.com.br

ASS: Ingrid Amelia.